Agrupamento de Escolas de Albergaria-A-Velha

Quo Vadis

Chegou o dia em que o nosso Agrupamento festeja essa mesma realidade: ser um Agrupamento. 29 de abril será um dia dedicado a atividades que, mesmo parecendo e sendo lúdicas, não deixam de revestir a maior importância pois são uma forma diferente de aprendizagem, benéfica para todos. As atividades serão muitas e variadas. Os responsáveis serão professores, assistentes operacionais, mas também a associação de pais e encarregados de educação, a autarquia, o exército, a GNR, os bombeiros e muitas outras entidades da comunidade albergariense que se associaram a este evento para o abrilhantar com a sua presença e os seus saberes.

Vamos viver este dia com muita alegria, para que perdure na nossa memória.Vamos disfrutá-lo de forma saudável. Vamos tornar este Agrupamento ainda mais nosso!!!

Para uma visão geral do evento, aqui fica um vídeo.

E também algumas fotografias e um vídeo sobre o evento. Vai diretamente ao Facebook do Agrupamento ou navega através das ligações nas imagens.

Na EB de Albergaria

novo


Na EB de S. João de Loure

novo


E em vídeo

novo





A primeira edição das «Moralíadas – o jogo do outro mundo» contará com a participação de 150 alunos do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha. Estas

«olimpíadas da moral», realizadas a 29 de abril de 2016, no âmbito do dia do agrupamento, são uma iniciativa do grupo de EMRC, dirigida aos alunos do 8º ano. Este jogo concretiza-se em três provas, pretendendo promover a solidariedade entre os membros da turma e sensibilizar para os conteúdos e valores promovidos pela disciplina.
No primeiro momento, os alunos são submetidos a uma prova constituída por dez perguntas sobre conteúdos lecionados ao longo dos anos, respondidas em equipa e podendo perfazer 100 pontos.
Na segunda prova, os alunos são desafiados a resolver, em equipa, um dilema ético, situado no âmbito do diálogo ecuménico e inter-religioso, sendo apreciadas por um júri as soluções propostas.
Na terceira prova, intitulada «Supera-te», os alunos assumem o papel de pessoas portadoras de deficiência (cegueira e deficiência motora), tendo de concretizar tarefas solicitadas encarnando a condição de fragilidade que é vivida por quem se encontra nesta situação. Nesta etapa, os alunos são, ainda, submetidos a uma prova de cumprimento de regras de convivência e boa educação.
Em cada uma das provas, são avaliadas não só as competências técnicas e cognitivas, mas também aspetos relacionados com os valores da solidariedade e do fortalecimento do espírito de grupo, pretendendo-se assegurar a importância do respeito pela diversidade e pela identidade dialogante.
Para a sua concretização, esta edição do «Moralíadas – o jogo do outro mundo» conta com o apoio da editora Tenacitas e com a colaboração dos professores e alunos do curso de Multimédia deste agrupamento de escola

Venha jantar connosco.

Venha ver os nossos

artistas, as nossas

estrelas!

Será um jantar

memorável com

muita diversão e

algumas surpresas!